Irregularidade no mercado de gás de cozinha será debatida na Prefeitura

Fonte: Jornal de Toledo 

 

A venda de vale gás está proibida no Paraná há quatro meses. A lei, aprovada na Assembleia Legislativa e sancionada pelo ex-governador Beto Richa, não vem sendo respeitada por supermercados e outros tipos de comércio em várias cidades do Estado. Em Toledo, não é diferente. O ticket é comercializado irregularmente, e a presidente do Sinegás (o Sindicato das Empresas de Atacado e Varejo de Gás Liquefeito de Petróleo), Sandra Ruiz, tem feito denúncias para combater essa venda ilegal.

Este será um dos assuntos em discussão no encontro que o sindicato promove nesta sexta-feira (20), a partir das 14 horas, com os donos e gerentes de 62 revendas de Toledo, que vendem aproximadamente 20 mil botijões de gás de 13 quilos por mês. Ainda durante o encontro, que será realizado na Prefeitura, será debatida a atuação de revendedores clandestinos na cidade.

Segundo o Sinegás, esse ainda é um grande problema porque os consumidores correm o risco de levar pra casa botijões fora dos padrões de segurança, que podem causar acidentes sérios, como explosões. Além disso, a pessoa pode comprar o produto adulterado, com peso menor ou até mesmo com mistura de água. A venda irregular do produto preocupa o Sinegás, que tem recebido denúncias e encaminhado para a Polícia e para os órgãos de fiscalização, como a ANP (Agência Nacional do Petróleo).

Outro tema que será abordado é sobre as normas para o transporte e entrega dos botijões, em vigor há 3 anos. De acordo com a presidente da entidade, as novas normas, além de servir para a prevenção de acidentes, também ajudam a impedir a clandestinidade. Entre as principais regras estão, segundo Sandra Ruiz, os botijões que só podem ser transportados em caminhões e caminhonetes abertas e o veículo precisa ter proteção lateral e traseira com fixação da carga por fitas ou correntes; as motos só poderão levar os botijões se usar um compartimento com uma roda a mais ao lado do veículo ou pequenos reboques. Os botijões precisam estar de pé e nunca deitados, para a identificação do revendedor legal de gás e a nova norma ainda obriga os veículos e revendas a exibirem a razão social da empresa e o número da autorização da ANP.

 

Link: http://www.jornaldetoledo.com.br/index.php/toledo/item/2991-irregularidade-no-mercado-de-gas-de-cozinha-sera-debatida-na-prefeitura 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.